Cinquenta Tons de Cinza - Filme


Olá Galera, tudo bem?

Hoje vamos de "Cinquenta tons de cinza" um filme também lançado este ano.
Pela repercussão que o livro teve, sinceramente, esperava muito mais do filme.

"Anastásia Steele (Dakota Johnson) um estudante de literatura de
21 anos, recatada e virgem.Um dia teve que fazer uma entrevista
para o jornal da faculdade com o magnata Christian Grey (Jamie
Dornan).Surge então uma relação entre eles, fazendo com que ela
descobrisse a vida amorosa e sexual, e os prazeres do sadomasoquismo,tornando-se 
objeto de submissão do sádico Grey."

Uma menina que aparentemente não chama atenção e que não tem nenhum atrativo físico, que se apaixona por um ricaço, super gato que esta dando sopa por ai.
Um cara super cheio de si, que viu graça na mocinha careta, que escondia uma beleza por trás das roupas feias.
Descobre nela uma bela mulher que nem ela mesma sabia que era,e decide fazer um contrato para entrega-la, descrevendo nele, tudo que ele poderia ou não fazer com ela, uma declaração de
submissão total. Somente depois de assinado que ele faria de fato algo com ela. Até que ela, assustada com a proposta, declara ela que ainda é virgem. O cara fica horrorizado e "decide" que precisa
dar um jeito nisso antes dela assinar o contrato.

Um absurdo atrás do outro, o cara não demonstra nenhum interesse por ela fora o sexo, e a garota, se arrisca a qualquer coisa por ele, fala sério né...tudo bem vamos continuar...

Resolvido o problema da virgindade, ela leva o contrato para analisar.
O cara então não sai mais do seu pé. Mandando presentes e etc para sua casa.

(Claro por que um magnata como ele não tem mesmo o que fazer)
Ela então decide assinar o contrato com algumas exceções impostas por ela. Fazendo com que ele se apaixone cada vez mais.
O cara simplesmente possessivo, e psicótico, mais ela estava achando que o cara queria casar e ter filhos.

Dentro do acordo que ele fez, ela seria tratada com as demais mulheres, com quem ele já esteve, não dormindo na mesma cama, não indo até a sua casa por exemplo. Porem por estar se apaixonando, ele permite á ela, essas exceções,fazendo a coitada se apaixonar cada vez mais.
Até que um dia, ele decide que está na hora dela conhecer como realmente ele gostava da coisa, e a leva para seu "quarto de jogos".

Como é obvio ela aceita tudo imposto por ele, mais uma vez, se sujeitando a uma relação sadomasoquista, de submissão total.
Porem ela não curtiu muito isso e fica magoada, com a forma que está sendo tratada.

Enfim, o filme termina em uma cena, que não tem muito sentido. Depois de uma sessão de agressão, que ela mesmo havia permitido.
Anastásia decide que precisa ficar longe dele, e vai embora de sua casa, descendo o elevador em prantos olhando nos olhos dele.

Um filme, que poderia ser muito mais explorado, ficou um pouco sem sentido, fora da realidade.
Eu disse um pouco, porque existem mulheres assim que fazem qualquer coisa pela pessoa que ama e procuram homens como Grey!

Então é isso ai, deixe seus comentários, positivos ou não sobre o filme, e a opinião de vocês, o que é sempre um prazer de ler.

valeu e abraços.



Compartilhar:

ParticipeComentando

3 comentários:

  1. Adoro o real, filmes assim passo longe
    amei simplesmente Alice, filmes que fala da realidade da vida, e não um mundo de sonhos onde o mundo é belo....onde existe homens como o Grey, um mundo de fantasia...Simplesmente Alice, mostra os portadores de azheimer. Uma mulher bonita, inteligente, família, bem resolvida e que é pega por essa notícia!

    ResponderExcluir
  2. Entendo o seu ponto de vista, mas pelo visto você não leu o livro e aí que está o problema. Porque analisar o filme à parte o deixa um tanto sem sentido, uma vez que ele deixa alguns detalhes necessários em oculto. Contudo, a história na íntegra não é muito diferente, mas apresenta mais detalhes e explicações.
    Sucesso!
    Att. Carol do Eu e Meus Livros

    ResponderExcluir
  3. Cheguei aqui! lol
    Ótima resenha, mas ainda prefiro a Sylvia Day e seus livros. HAHA Gideon pra sempre.
    Visite: http://carpediemmica.blogspot.com.br/2015/07/leitura-cidades-de-papel-john-green.html

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar